Make your own free website on Tripod.com

Lipoaspiração e Lipoescultura
Milton Artur Ruiz

Algumas pessoas têm a tendência de acumular gordura em determinadas regiões do corpo, como no abdômen, quadril, barriga, região interna das coxas, etc. Isso independe da alimentação que a pessoa adotou ou dos exercícios que pratica.

Esse acúmulo de gordura, conforme pesquisas recentes, é um problema considerado como uma doença do tecido adiposo naquele local, pois quando a pessoa emagrece, o tecido gorduroso normal diminui nas outras região, o que não ocorre com a adiposidade local.

Alguns médicos admitem que os fatores que provocam esse acúmulo são fatores genéticos que controlam o sistema enzimático na distribuição da gordura corporal.

E esse acúmulo de gordura muitas vezes prejudica o contorno corporal da pessoa. Mas esse problema pode ser resolvido através da lipoaspiração ou da lipoescultura.

No começo, a lipoaspiração era criticada e combatida, devido a vários tabus que foram gerados em torno desta técnica, além da falta de informação e das más notícias que ocorriam devido à lipoaspiração.

Havia dúvida e medo a respeito da lipoaspiração, conhecida como uma aspiração superficial de gordura, apesar dos avanços da tecnologia e dos métodos de cirurgia plástica.

Desde 1982, tem-se utilizado mais a técnica de lipoaspiração superficial, e foram desenvolvidos outros instrumentos de trabalho, como novas cânulas, que foram especialmente desenhadas para este tipo de cirurgia, e foi desenvolvido um novo método de lipoaspiração para a retirada da celulite, além de um método para melhorar o contorno do corpo, retirando o excesso de gordura.

E nesses anos foram descritos vários casos, houve várias discussões a respeito do método, a sua validade, e as conclusões tiradas foram que a lipoaspiração e a lipoescultura são métodos eficientes para a retirada do acúmulo de gordura, e eficazes em seu combate.

E afinal, qual a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura?

Basicamente, as duas são iguais, a única diferença é que na lipoescultura utiliza-se a seringa, e serve para delinear o corpo do paciente, retirando também o excesso de gordura.

A lipoaspiração contém dois métodos de cirurgia, a profunda (normal) e a superficial. O corpo humano tem duas camadas de gordura, a superior e a profunda. A lipoaspiração normal retira as duas camadas de gordura, e só pode ser feita até os 40 anos de idade, enquanto que a superficial, apenas retira a gordura da camada superficial e pode ser feita em qualquer idade.

A lipoaspiração pode ser feita quando o paciente achar necessidade, pois ele deve ver quando é o momento propício, auxiliado pelo médico, para realizar a cirurgia, por achar que seu corpo não está apresentando uma silhueta agradável.

A lipoaspiração é um procedimento de retirada da camada de gordura superficial ou profunda, através de incisões pequenas na pele, onde são introduzidas cânulas de 4 milímetros, mais ou menos. Liga-se o lipoaspirador, para haver uma sucção da gordura indesejada.

Há precauções a serem tomadas antes de realizar a cirurgia. São feitos vários exames de rotina, como exame de sangue, eletrocardiograma, raio-x, entre outros, para ver o estado de saúde do paciente, e ter a certeza de que ele está apto para tal procedimento. Estando tudo bem, aí passa para a cirurgia.

Antes da cirurgia, o médico deve realizar alguns procedimentos, tais como:

demarcação da área a sofre a lipoaspiração
administração de "antisepsis"
infiltração da anestesia
posicionar o paciente
lipoaspiração
curativos

Os materiais utilizados nesta cirurgia são: as cânulas, o lipoaspirador e/ou seringas.

Estas seringas são utilizadas para a injeção de líquidos para diminuir a retirada de sangue do corpo. Muitos especialistas acham esta técnica arriscada, mas ela vem sendo utilizada com muito sucesso por vários cirurgiões.

Geralmente não há dor no pós operatório, aparecendo, às vezes, nas áreas lipoaspiradas. Podem aparecer hematomas ou inchaço nestas áreas, que desaparecem em torno de 10 dias. E após esse período é que se terá o resultado definitivo da operação.

O médico poderá receitar anti-inflamatórios, analgésicos ou antibióticos, apenas com o intuito de prevenção contra alguma inflamação.

Normalmente, a recuperação é rápida e sem problemas, fazendo com o paciente sai satisfeito com os resultados.